.

.

03 março 2014

Declaração de Voto: Assembleia Municipal (extraordinária) 22-02-2014

Os eleitos da CDU entendem que a Assembleia Municipal está a ser instrumentalizada pelo Partido Socialista através da apresentação de uma ordem de trabalhos que tem como ponto único as políticas sociais e a saúde no concelho de Salvaterra de Magos

Antes de mais devemos dizer que a comissão "ad hoc" formada pelo sr. Presidente da Assembleia Municipal não foi vista nem achada na programação ou no convite das personalidades que estiveram durante o dia de hoje em Salvaterra de Magos.

Também as conclusões apresentadas não têm a concordância da CDU, pois, no mínimo, deveriam apresentar recomendações a quem governa a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, porque sem estas recomendações o dia temático não terá qualquer aplicação prática.

Assim estamos perante mais uma forma demagógica e populista de fazer política, pois nada resolve, não aponta soluções, nem aponta qual o caminho para a resolução destes problemas.

Veja-se o seguinte exemplo:

No orçamento para o corrente ano, que teve a abstenção da CDU e a aprovação dos restantes partidos desta Assembleia, nem sequer foi orçamentado qualquer valor para a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), nomeadamente para despesas correntes e outras.

Isto, por si só, demonstra a sensibilidade social de quem governa os destinos do nosso concelho.

Quanto à Saúde, está orçamentado um valor de 18.000 € para resolver a falta de médicos no concelho. Durante a campanha eleitoral prometeram a reabertura dos postos de saúde de Muge e do Granho. Agora, nada se diz sobre o assunto.

Veja-se o caso do concelho de Rio Maior em que o município assumiu a contratação de médicos em falta. Esta é uma proposta da CDU que mais tarde ou mais cedo será aplicada no concelho de Salvaterra de Magos.

Quanto às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Salvaterra de Magos continuam com carências e não são apoiadas ao nível financeiro ou de organização pela Câmara Municipal.

Veja-se alguns exemplos das políticas sociais desenvolvidas pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos:

O sector do Desporto da Câmara Municipal podia, no âmbito do Desporto Sénior, ir mais além e criar programas de desporto sénior independentes das IPSS em todas as freguesias do concelho, mas continuando com a sua prática nas IPSS, mas não, fica-se pelas caminhadas e pelas aulas nas piscinas municipais.

Ou no caso da Universidade Sénior, que deveria ser estendida às outras freguesias do concelho, estando orçamentado um valor de 7.614 € de receita, portanto, só dá lucro.

Ou ainda na área da Educação, nomeadamente na Acção Social Escolar em que a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos nada apoia de significativo, quando deveria ter uma política de apoio efectivo na aquisição de livros escolares e nas cantinas escolares.

Muitas outras situações poderiam ser igualmente apontadas, tais como a Loja Social, que deveria ter um papel mais relevante na distribuição de alimentos e outros bens de primeira necessidade em coordenação com as IPSS e com o Banco Alimentar.

Em conclusão:

A CDU não pactua com a instrumentalização desta Assembleia Municipal e com a tentativa de branquear a incapacidade que a maioria do PS tem em resolver os problemas que o concelho de Salvaterra de Magos tem na Saúde e nas políticas sociais.

Os eleitos da CDU, 


José Custódio 
Francisco Monteiro 
Inês Monteiro 

1 comentário:

  1. Muito bem, deviam ser mais assim. Força Camaradas.

    ResponderEliminar