.

.

29 dezembro 2013

Evocação da Fuga de Peniche

Encerrando as comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal e dando início às celebrações dos 40 anos da Revolução de Abril, tem lugar no Forte de Peniche, nos dias 3 e 4 de Janeiro, um conjunto de iniciativas evocativas da histórica e heróica fuga protagonizada por Álvaro Cunhal e outros nove dirigentes e quadros do PCP. Uma fuga que, pelas suas repercussões imediatas e de longo prazo – na organização e na linha política do Partido, por um lado, e na dinamização e intensificação da luta de massas, por outro – é justamente considerada no próprio lema desta evocação como uma «fuga vitoriosa rumo a Abril».

 
No dia 3, pelas 16 horas, é inaugurada no Salão Nobre do Forte de Peniche a exposição intitulada «Forte de Peniche, local de repressão, resistência e luta», e às 18h30, junto às muralhas, tem lugar uma recriação histórica da fuga, pela Associação Espeleológica de Óbidos e por um grupo de teatro dirigido por Fernanda Lapa. Haverá ainda um momento de declamação de poemas de João Monge, pela actriz Maria João Luís. Estas são iniciativas de âmbito local às quais a Comissão das Comemorações do Centenário de Álvaro Cunhal se associou.

No sábado, dia 4, às 15 horas, realiza-se um comício em que participa o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa.

Sem comentários:

Enviar um comentário